Terça-feira, 12 de Julho de 2005

Casulo

Casulo.jpg

Ás vezes fico triste,
por nada de especial,
fico a pensar,
por muito que se tente,
por muito que se chegue
junto das pessoas
ha coisas que nunca conseguiremos mudar,
não apenas a distancia física,
nem a distancia ilusória
causada por meios técnicos
não conseguimos mudar as pessoas
ora porque elas não querem ser mudadas
ora porque não temos esse poder
tentamos deixar a nossa marca
mas a mente quando decidida
dificilmente muda
nem com uma simples lógica
pode mudar um mundo
de estruturas de certezas
fico a pensar
que não basta
só uma amizade
um amor
uma certeza
é preciso vontade
de ser mudado
de ver outros mundos
com outros olhos
deixar para trás
essas certezas
abandonar de vez
os casulos.


publicado por crowe às 09:10
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Segunda-feira, 11 de Julho de 2005

Ambivalência

Serenamente dedilhas a aveludada cortina.
Que resguarda a ampulheta do pranto.
Dos predadores olhos que clamam atenção.
Recostas-te na memória que obstina.
Em ceder ao desfalecer do encanto.
E ao esboroar do amor pela solidão.

Navegas à bolina dessa face que te aquieta.
Ao estulto perdurar da diurna quimera.
Que alberga a força do odor confluente.
Mergulhas sem medo nessa onda aberta.
Abraçando a pureza que te retempera.
Retirando do sangue esse gume ambivalente.
publicado por crowe às 18:13
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
Sexta-feira, 8 de Julho de 2005

Escrevi o pensamento

112511.jpg

Escrevi,
sobre ti,
a pensar em ti,
o que sinto,
tentei,
as palavras intimidaram-se,
não fluíram,
ficaram presas,
naquele breve momento,
no instante,
que antecede o pensamento,
senti,
idealizei,
mas a palavra,
retraiu-se,
intimidou-se,
o sentir foi forte,
não chegou a ti?
não sentis-te?
o pensamento foi veloz,
não tão rápido quanto o sentir,
acariciou-te o ser,
tocou-te a alma,,
a minha sentiu,
não sentiste?


Escrito na noite passada :s ja na tava la muito católico ... quanto à foto já não recordo de quem é, se ma deram, ou se a saquei de algum lado ... as minhas desculpas ao autor :-))



publicado por crowe às 12:36
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quinta-feira, 7 de Julho de 2005

Crescer

crescer.jpg

Estava na conversa com uma amiga e essa conversa inspirou-me este poem :-)))


Crescer,
dizem que dói,
que a vida é difícil,
criança,
vê tudo de forme diferente,
tudo parece maior,
tudo é mistério,
aventura
pequenos segredos,
amizades sinceras,
mas crescer dói,
a vida nem sempre é fácil,
o mundo muda,
muda-nos,
radicalmente,
de vida,
casa,
amigos,
interesses,
até o olhar fica diferente,
vemos a vida de outra forma,
há quem lhe chame discernimento,
crescer dói,
a vida nem sempre é fácil.


Depois de o escrever mandei-lho por msm e a resposta que me deu originou o que segue ....


Crescer ,
é viver,
com os nossos medos,
erros,
incertezas,
desde a infância,
apegamo-nos a coisas,
pessoas,
criamos laços,
de amizade,
afectos,
que nos ligam,
tal cordão umbilical,
pensamos serem eternos,
crescer não dói,
a vida por vezes,
é difícil,
crescer,
crescer é viver,
as pessoas é que nos magoam.
publicado por crowe às 09:58
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 6 de Julho de 2005

Sebastião da Gama

(um poema de Sebastião da Gama)

Da minha janela

vê-se a Poesia.


Não te digo, não,

se é bonita ou feia,

se é azul ou branca,

nem que formas tem.


Queres conhecê-la?

Deixa o teu bordado,

vem para o meu lado,

que já podes vê-la

com teus próprios olhos.


Da minha janela

vê-se a Poesia...


Outro que te diga

se é bonita ou feia.
publicado por crowe às 22:44
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Pedagogia

jart.jpg
Foto: Passo heheheh


Eu, como sabem, (se não sabem deviam saber heheh) tenho dois filhos com uma diferença de idades considerável. O miúdo, bem que já não é propriamente um miúdo, tem 16 anos, quase a fazer 17 ( o miúdo .. bem o rapaz até já tem namorada e tudo ... tou memo a ficar velho :s) e a miúda, a minha zingarelha, como lhe chamo, está quase a fazer 3 anos ( como eu tou novo heheehhe).
Tive assim o prazer de passar por duas realidades, em termos de pedagogia infantil. Ele, andou numa creche e ela também anda. Mas vejam as diferenças .. aliás apenas vou focar um pequeno ponto que interessa e muito, digo eu, a qualquer chefe de família que se preze hehehe.
Um dia destes, seguia-mos os quatro no carro, quando oiço a minha zingarelha, já nem sei a propósito do quê, dizer... - “ Fifica” pasmasse a minha admiração ... o rapaz nunca disse essa palavra nefasta, pelo menos com aquela idade. A sócia entrou logo em explicações, dizendo que a educadora dela era do Benfica e que lhe andava a ensinar aquelas coisas :s ... é claro que eu fiquei danado como qualquer bom pai de família, ora o rapaz nunca tinha dado qualquer problema aceitou o Sporting como o melhor clube do mundo, e a educadora da altura, que também era, só por acaso, do Benfica, nunca questionou nem sequer esboçou qualquer tentativa para mudar tal facto. Pensei logo .. estes gajos do ministério mudaram a pedagogia só pode. É claro que reiniciei de imediato o programa pedagógico lá de casa.
- Zinga qual é o maior?? ( ela dizia sempre) – Spóting .. mas desta lá saiu o nefasto – Fifica ... hum resolvi mudar de táctica, nisto um bom treinador tem que reconhecer quando está em desvantagem. Pergunto ao rapaz ... - chavalo quem é o maior?? E ele logo prontamente – Sporting ... - Mamã quem é o maior?? ( ela que até me conhecer era uma Benfiquista não muito convicta) Sporting ... –Muito bem e começamos os 3 feitos maluquinhos no carro... Sporting .. Sporting ...
Resolvi experimentar novamente( depois de tal injecção a Zinga já saberia o que responder).
- Zinga quem é o maior ? ( resposta logo pronta ) .. – EU.... hehehehe risada geral .. afinal a dita pedagogia sempre dá os seus resultados.
publicado por crowe às 09:15
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 5 de Julho de 2005

O outro lado

Abraco.jpg



O outro lado,
todos nós temos dois lados,
não o de dentro e fora,
mas o visível e invisível,
o aparente,
o visível,
todos conhecem,
o invisível,
esse lado oculto,
que canta,
ri
chora,
alegre,
ou triste,
que sente necessidade de carinho,
um abraço amigo,
esse lado oculto,
que não se vê,
só se revela,
quando sente,
amizade,
carinho,
numa conversa de amigos,
de amantes,
raramente se mostra,
para um estranho,
para quem nunca partilhou,
um abraço,
duas lágrimas,
esse lado sensível,
preocupado,
de entrega sem fim,
sem limites,
em contraste,
com a forma agreste,
da aparência,
esse lado oculto,
que tão bem se oculta,
é luz,
para os olhos que ilumina.
publicado por crowe às 13:38
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

§Quase tudo Sobre Nós

§ crowe

§ Passo

§pesquisar

 

§Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

§Versus recentes

§ Momentos

§ Mais um!!!!

§ Noite

§ Tu e Eu ... Nós

§ Toca-me

§ Para uma amiga

§ Sou do campo

§ Corvo também entra ... co...

§ Aceitam-se sugestões... ;...

§ Mais um desafio

§Já em papirus

§ Dezembro 2008

§ Abril 2008

§ Março 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Abril 2007

§ Março 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ Outubro 2006

§ Setembro 2006

§ Julho 2006

§ Junho 2006

§ Maio 2006

§ Abril 2006

§ Março 2006

§ Fevereiro 2006

§ Janeiro 2006

§ Dezembro 2005

§ Novembro 2005

§ Outubro 2005

§ Setembro 2005

§ Agosto 2005

§ Julho 2005

§ Junho 2005

§ Maio 2005

§ Abril 2005

§ Março 2005

§ Fevereiro 2005

§ Janeiro 2005

§ Dezembro 2004

§ Novembro 2004

§participar

§ participe neste blog

blogs SAPO

§subscrever feeds