Terça-feira, 11 de Outubro de 2005

Amantes e Assassinos

No bater nu do corpo contra a solidão encontro essa face oriunda do mundo da confusão. Constato que não tenho poesia nem música, que as corujas que se sentavam no meu ombro voam alto, para lá do firmamento, onde os sonhos que um dia me atrevi a sonhar gargalham zombeteiros face à minha impotência para os alcançar. Não corro, nem ando, encontro-me parado, à espera, como uma criança que se perde numa multidão e sente a imensa debilidade de estar perdida, enquanto espera pela mão sábia que a alumie de novo de encontro à solidez de um peito que tem contornos de lar e cheira a segurança. Olho para as minhas verdades, que aprendi a venerar como se venera a solidez e o abrigo da Estrela do Norte, e reparo que as mesmas são como os girassóis, que de manhã se viram para Nascente e de tarde, como se a alvorada fosse já uma memória distante e fictícia, se viram para Poente, voltando costas ao mundo que, com risos de orvalho, tinham como adquirido migalhas de tempo antes. Sou pó, sou um esboroar de carne e sangue, avesso à estrutura que o tempo edifica na natureza humana, sou fogo-fátuo, que cativa num sadismo de luz, para me esconder célere, para lá da vista mais aguçada, apagando todas as minhas pistas, no bater seguinte do relógio. E sou apaixonado. E sou cruel. Porque enquanto o coração for o maestro que rege esta imensa sinfonia de vida, umas vezes ribombante, outras vezes muda, todos nós seremos sonhos e pesadelos, todos nós seremos amantes e assassinos.
publicado por crowe às 02:00
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De crowe a 13 de Outubro de 2005 às 23:08
hummmmm... uma verdadeira sinfonia de palavras! beijos imensos oh tu k num vai ao meu blog
De A Morena a 11 de Outubro de 2005 às 13:33
A VIDA é uma viagem sem regresso, NUNCA nos dá segundas oportunidades só nos nossos sonhos...e esses só a MORTE nos tira. E ela chega sem nos avisar e um dia será tarde demais até para sonhar... Cada momento é unico! (também pouco percebo disto ehehe)
A Morena
De Passo a 11 de Outubro de 2005 às 09:09
seremos tudo o q sonhar-mos? ou ficaremos a espera q o sonho se esbata ou se transforme em pesadelo assassinado, p vezes, pela cruel realidade? seja lá o q for, interessa q as verdades n mudem a bel prazer do sol q gira em nosso redor mas sim da nossa propria consciencia dessa mesma verdade :) digo eu q n percebo nada disto heeheheh belo texto Mr Uto como sempre

Comentar post

§Quase tudo Sobre Nós

§ crowe

§ Passo

§pesquisar

 

§Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

§Versus recentes

§ Momentos

§ Mais um!!!!

§ Noite

§ Tu e Eu ... Nós

§ Toca-me

§ Para uma amiga

§ Sou do campo

§ Corvo também entra ... co...

§ Aceitam-se sugestões... ;...

§ Mais um desafio

§Já em papirus

§ Dezembro 2008

§ Abril 2008

§ Março 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Abril 2007

§ Março 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ Outubro 2006

§ Setembro 2006

§ Julho 2006

§ Junho 2006

§ Maio 2006

§ Abril 2006

§ Março 2006

§ Fevereiro 2006

§ Janeiro 2006

§ Dezembro 2005

§ Novembro 2005

§ Outubro 2005

§ Setembro 2005

§ Agosto 2005

§ Julho 2005

§ Junho 2005

§ Maio 2005

§ Abril 2005

§ Março 2005

§ Fevereiro 2005

§ Janeiro 2005

§ Dezembro 2004

§ Novembro 2004

§participar

§ participe neste blog

blogs SAPO

§subscrever feeds