Sexta-feira, 12 de Janeiro de 2007

Tu e Eu ... continuação

Já mais nada resta, ficou o vazio. Todos os momentos são nada, a partir deste momento fico só, aqui sozinho neste mundo cinzento e triste. Quando disseste aquelas palavras que dilaceraram o coração, o teu e o meu, nesse momento tudo ficou sem nexo, tudo ficou vazio.

Partiste, desta vez eu não te acompanhei, pois aquilo que nos unia tinha sido quebrado, já não havia volta a dar. Estava dito, estava feito já não tinha mais por onde continuar, já nada restava, nem cinzas, nem os momentos chegavam para reavivar as memórias escondidas que foram apagadas num ápice, levadas por um relâmpago que saiu daquelas palavras, acabou, já não te amo mais. Já não me reconheces, não te reconheço. Somos estranhos um para o outro nada mais resta. Amizade? talvez, mas como se pode ter amizade por alguém que se desconhece, por alguém que já não sabe quem sou, o que somos, o que fomos. Acabou .... adeus ...  EU E TU já não somos a mesma identidade, já não somos nada, simplesmente já não somos, sou só eu és só tu.

Ela levantou-se da mesa do café, com lágrimas nos olhos e sem voltar para trás saiu numa correria. Olhos marejados sem ver por onde passava, seus pés mal tocavam o chão. As pessoas desviavam-se não via nada não via ninguém.

Ele limitou-se a ficar sentado na mesa de café, na atitude estóica do costume, mãos nos bolsos, coração apertado sem saber para que lado se virar. Olhar o rio, sair a correr atrás dela. A concha nada deixava transbordar: Quem passava via um rapaz sentado à mesa do café de ar despreocupado olhando o rio. Nada via, não por ser de noite mas por já não ter nada para ver, olhava o vazio, olhava o nada.

Ela parou, sentou num banco de jardim e deixou correr toda a sua mágoa, todos aqueles anos saíram de rompante como uma inundação que tudo leva, arrastando tudo o que lhe restava, toda a sua força esmoronou-se,  a sua alma foi lavada pelas lagrimas que lhe saiam do rosto, sangrava da alma.

Ele assim continuou, deixou-se ficar, tal qual uma estátua sem alma, vazia e fria, apenas os mais atentos veriam duas lagrimas que lhe sulcavam a face. Em cima da mesa ficara uma pequena folha. Quem passava não a conseguia ler mas ele sabia o seu conteúdo.

 

Será adeus?

será  que o que foi já não volta?

adeus soa a fim,

o encerrar de um capitulo,

já não estamos aqui,

nem um até breve,

uma palavra,

adeus,

fui-me,

foste-te,

para não mais voltar,

fechada mais uma porta da vida,

uma página que se virou,

adeus,

sem retorno,

sem olhar para trás,

sem lamentos,

arrependimentos,

adeus,

não é até breve,

até já,

passou,

chegamos ao terminus,

já não seguimos juntos,

em frente talvez,

mas separados,

adeus,

nossas almas já não se tocam,

não chegaremos juntos a “deus”,

não seremos um só um dia,

nunca mais,

adeus,

nunca é eterno

adeus é para sempre,

para sempre é muito tempo.

Continua ....

Estou:
publicado por Passo às 09:49
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Lobaaaaaaaaaaaaa a 12 de Janeiro de 2007 às 15:59
Que conto encantador...

Hummm...

Beijos mil :)
De luna a 12 de Janeiro de 2007 às 16:46
porque do céu hoje apenas vejo a chuva cair

não será de esquecer que o sol brilha e amanhã poderá ser dia...

beijo rubro
De Rosa_brava a 14 de Janeiro de 2007 às 12:13
O Adeus é sempre uma palavra tão definitiva...

Linda e comovente a tua estória... e, como a sinto no meu sangue, já que na minha Vida houveram Adeus, que foram mesmo definitivos, mas que guardo na memória...
Beijo e bom domingo ;)
De Black_Vampire / Deuza a 17 de Janeiro de 2007 às 17:02
Olá Lindo venho aqui deixar-te uma beijoca Vampiresca
De real a 18 de Janeiro de 2007 às 08:37
passei para te jinhar
De Cassiopeia a 18 de Janeiro de 2007 às 14:39
Bonito, mas mto triste.... ...
Gosto de ver o 'meu homy a escrever textos alegres apaixonados e apaixonantes :) Espero que o conto n seja baseado em nenhum acontecimento real.

Um beijo....

Comentar post

§Quase tudo Sobre Nós

§ crowe

§ Passo

§pesquisar

 

§Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

§Versus recentes

§ Momentos

§ Mais um!!!!

§ Noite

§ Tu e Eu ... Nós

§ Toca-me

§ Para uma amiga

§ Sou do campo

§ Corvo também entra ... co...

§ Aceitam-se sugestões... ;...

§ Mais um desafio

§Já em papirus

§ Dezembro 2008

§ Abril 2008

§ Março 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Abril 2007

§ Março 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ Outubro 2006

§ Setembro 2006

§ Julho 2006

§ Junho 2006

§ Maio 2006

§ Abril 2006

§ Março 2006

§ Fevereiro 2006

§ Janeiro 2006

§ Dezembro 2005

§ Novembro 2005

§ Outubro 2005

§ Setembro 2005

§ Agosto 2005

§ Julho 2005

§ Junho 2005

§ Maio 2005

§ Abril 2005

§ Março 2005

§ Fevereiro 2005

§ Janeiro 2005

§ Dezembro 2004

§ Novembro 2004

§participar

§ participe neste blog

blogs SAPO

§subscrever feeds