Sexta-feira, 12 de Novembro de 2004

Margarida rainha do deserto

Partiste,


 deixaste-me só,


 perdi-te de vista,


 saíste por aí,


 fizeste-te à estrada,


 saíste da minha vida,


 partiste sem dizer nada,


 apenas com um murmúrio,


 procurei em vão,


 mas nem sinal de ti,


 apelei aos blues,


 mas nem eles,


 na sua eterna sabedoria,


 souberam dar a resposta,


 aquela que eu mais queria,


 fiquei só,


 com a linda lua por companhia,


 único ânimo na noite fria,


 será que te irei encontrar,


 sinto que nunca mais te irei ver,


 nem sentiremos o vento juntos,


 por entre serras e montes,


 deslizando pelas curvas,


 em vertiginosa cavalgada,


 partiste,


 deixaste-me só,


 e assim te fizeste à estrada.

publicado por crowe às 09:46
link do post | comentar | favorito
|

§Quase tudo Sobre Nós

§ crowe

§ Passo

§pesquisar

 

§Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

§Versus recentes

§ Momentos

§ Mais um!!!!

§ Noite

§ Tu e Eu ... Nós

§ Toca-me

§ Para uma amiga

§ Sou do campo

§ Corvo também entra ... co...

§ Aceitam-se sugestões... ;...

§ Mais um desafio

§Já em papirus

§ Dezembro 2008

§ Abril 2008

§ Março 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Abril 2007

§ Março 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ Outubro 2006

§ Setembro 2006

§ Julho 2006

§ Junho 2006

§ Maio 2006

§ Abril 2006

§ Março 2006

§ Fevereiro 2006

§ Janeiro 2006

§ Dezembro 2005

§ Novembro 2005

§ Outubro 2005

§ Setembro 2005

§ Agosto 2005

§ Julho 2005

§ Junho 2005

§ Maio 2005

§ Abril 2005

§ Março 2005

§ Fevereiro 2005

§ Janeiro 2005

§ Dezembro 2004

§ Novembro 2004

§participar

§ participe neste blog

blogs SAPO

§subscrever feeds