Sexta-feira, 26 de Novembro de 2004

Não ha longe nem distante

Distancia,
que nos afasta aproxima,
essa distancia
que devora a saudade
nos deixa à deriva
nos mata a vontade
não quer que viva
não nos deixa chegar mais longe
se interpõem entre nós
como um nevoeiro,
onde nem o sol brilha,
apenas uma luz, intermitente,
no fundo do mar,
nos sorri,
que grita,
sem se fazer sequer ouvir,
que na diferença,
somos iguais,
mas não o pode permitir,
mas está lá,
presença constante
distancia
como algo vindo do nada
nos separa
como faces opostas do espelho
reflectidas uma na outra
sem nunca se verem
sem nada esperarem
não deixa ver
para alem do longe
do perto
distancia
que nos abriga
nos atrai
tal como a noite
sucede ao dia tal
quanto um homem
pode completar uma mulher
publicado por crowe às 00:00
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Cass... a 26 de Novembro de 2004 às 18:13
:)

Comentar post

§Quase tudo Sobre Nós

§ crowe

§ Passo

§pesquisar

 

§Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

§Versus recentes

§ Momentos

§ Mais um!!!!

§ Noite

§ Tu e Eu ... Nós

§ Toca-me

§ Para uma amiga

§ Sou do campo

§ Corvo também entra ... co...

§ Aceitam-se sugestões... ;...

§ Mais um desafio

§Já em papirus

§ Dezembro 2008

§ Abril 2008

§ Março 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Abril 2007

§ Março 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ Outubro 2006

§ Setembro 2006

§ Julho 2006

§ Junho 2006

§ Maio 2006

§ Abril 2006

§ Março 2006

§ Fevereiro 2006

§ Janeiro 2006

§ Dezembro 2005

§ Novembro 2005

§ Outubro 2005

§ Setembro 2005

§ Agosto 2005

§ Julho 2005

§ Junho 2005

§ Maio 2005

§ Abril 2005

§ Março 2005

§ Fevereiro 2005

§ Janeiro 2005

§ Dezembro 2004

§ Novembro 2004

§participar

§ participe neste blog

blogs SAPO

§subscrever feeds