Segunda-feira, 31 de Janeiro de 2005

Inferno

Um dia de inverno,
subi
fugi do inferno,
sai subi á tona,
encontrei o céu,
ou a sua miragem
num dia de inverno
subi
vim do inferno
segui viagem
segui em frente
passo ante passo
afinal como faz toda a gente
que caminha sem destino
depois de muito percorrer
imensas léguas de caminho
perdido
sem tino
subi
voltei ao inferno
nesta longa caminhada
que nunca me levou a nada
subi
cai no inferno
publicado por crowe às 16:56
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Vida

Perco-me na vida
se no que imagino dela
se na viragem do mundo
perdi algo
talvez nunca tenha crescido
ou tenha ficado retido
algures em sonhos
quem sabe um dia
por algum processo metafísico
ou esotérico
eu encontre tudo o procuro
talvez me encontre
talvez te encontre
quem sabe
talvez me complete
talvez alcance
o que todo o ser procura
não o nirvana
ou a clarividência
ou ser iluminado
simplesmente só ser feliz.

publicado por crowe às 11:06
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Domingo, 30 de Janeiro de 2005

voo

017.jpg


Não interessa o tamanho das tuas asas nem a altura do teu voo


Interessa que abres as asas e...


 voas...


 voas!



@TExto e foto: Crowe
Local: Fonte da Telha Modelo voador: Gaivota desconhecida (Anónima)
publicado por crowe às 20:32
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Sexta-feira, 28 de Janeiro de 2005

Mágicas

Falas-me de fadas
lindas mágicas
essas criaturas aladas
capazes de coisas fantásticas.

Tinha a fantasia povoada
quando criança
por uma fada
de nome esperança.

Enchia os meus sonhos
de luz e de cor
e nos meus olhos
espelhava o amor

Mas eu cresci
não sei que aconteceu
será que m esqueci
e a fada adormeceu?

Assim o tempo passou
e ao ouvir-te cantar a tua fada
algo em mim despertou
a minha alma ficou encantada

Gosto de te ouvir
descrevendo a tua fada
cantas um mundo por redescobrir
de todas as coisas imaginadas.
publicado por crowe às 09:20
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Quarta-feira, 26 de Janeiro de 2005

Mudanças

Sinto,
sinto que algo vai acontecer
que vai mudar muita coisa
talvez até a minha forma de ver a vida
esta minha maneira de ser
de me prender a tudo
e a nada
de estar em todo lado
e não pertencer a lugar nenhum
ser de toda a gente
e não pertencer a ninguém
algo está para acontecer
não perguntem o quê
pois não o sei responder
sinto-o
publicado por crowe às 08:40
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Terça-feira, 25 de Janeiro de 2005

Em breve chegaria a casa

Em breve chegaria a casa. O dia tinha parecido interminável. Aguardava ansiosamente pelo momento em que, no fim da estrada, surgisse a casa, a minha mente fervilhava com imagens do dia. A imagem da estrada era escondida pelo bombardear de ideias e imagens que me assolavam! Como era possível acontecer algo assim?! E a mim que tenho uma vida…tão insonsa?!
De todas as pessoas do mundo a menos provável de acontecer algo do género seria eu, porquê a mim? Será que o destino me estaria a pregar uma tal partida ao colocar, assim, alguém na minha vida?!
Vi a minha casa no fim da rua e suspirei de alívio. Estacionei a mota e o cão começou a ladrar e a correr abanado a cauda. Parando junto ao portão impacientemente à minha espera! Na vida dele era uma personagem principal, não uma personagem secundária como o seria na vida atribulada de Pedro!
A imagem do que me havia acontecido não me saia da cabeça, quando dei por mim estava especada perante a porta de entrada, de chaveiro na mão o cão a lamber-me as mãos.
Tinha sido algo tão intenso, algo que eu nunca imaginaria pudesse vir algum dia a acontecer-me. Tudo aquilo me deixou muito introspectiva.”Será que o que aconteceu tinha o intuito de me acordar para a vida ?! “ Eu que depois daquela ultima relação que me deixou desacreditada nos homens ,custa-me admitir, tenho feito uma vida egocêntrica, isolada, fria.
Mas aquele episódio, no escritório, não me saia da cabeça. O toque, o cheiro o sorriso! A luxúria dos momentos… senti o coração bater… já nem me lembrava do que isso era . Sentir alguém assim tão próximo ..., a sua respiração ... o seu olhar que não largava o meu ... quase que conseguia sentir o toque dos seus olhos na minha pele como dedos a acariciarem-me , a sua voz soou como musica aos meus ouvidos, senti as mãos trémulas a boca seca, não consegui resistir à vontade de passar a língua pelos lábios humedecendo-os, algo que o fez sorrir.
Inadvertidamente soltei uma suave gargalhada, e nesse momento sinto as suas mãos firmes, na minha cintura, puxando-me para si…. E ficamos instantes paradas olhando-nos nos olhos…e dançando ao som de uma musica inexistente aos ouvidos de outros… uma musica que existia em nós…. Perdi-me no seu olhar de felino meigo… quando acordei para a realidade que nos rodeava ainda senti as suas mãos…deslizando das minhas costas até ao meu ventre. A suavidade dos seus lábios descendo pelo meu pescoço só parando nos ombros,
O minuto anterior tinha sido o de um beijo complacente, onde a cumplicidade, o desejo, a permuta se haviam fundido . Se um beijo fosse uma vida eu ter-lhe-ia dado a minha…
Esquecendo-me que na vida dele não passaria de uma personagem secundária!
Abanei a cabeça e entrei em casa sem conseguir descortinar o que se passava na minha vida. Passei os dedos nos lábios humedecidos e sorri ainda enebriada.

Uma co produção Cassi, Crowe e Passo que estava com alguma dificuldade em sair devido à inconstância do género a definir ao conto hehehee :s

publicado por crowe às 17:40
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|
Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2005

Green fairy

Hello little fairy


With big green sparkling eyes


I would like to catch your light


Keep your magic in my shore eyes.


 


Little green fairy


Tell me your secret:


Why do all my pains


Go away when you look ate me and smille?


 


Little green fairy


Teach me how...


How can I shine,


Smille


And

Make magic whith my shore eyes?
publicado por crowe às 08:48
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

§Quase tudo Sobre Nós

§ crowe

§ Passo

§pesquisar

 

§Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

§Versus recentes

§ Momentos

§ Mais um!!!!

§ Noite

§ Tu e Eu ... Nós

§ Toca-me

§ Para uma amiga

§ Sou do campo

§ Corvo também entra ... co...

§ Aceitam-se sugestões... ;...

§ Mais um desafio

§Já em papirus

§ Dezembro 2008

§ Abril 2008

§ Março 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Abril 2007

§ Março 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ Outubro 2006

§ Setembro 2006

§ Julho 2006

§ Junho 2006

§ Maio 2006

§ Abril 2006

§ Março 2006

§ Fevereiro 2006

§ Janeiro 2006

§ Dezembro 2005

§ Novembro 2005

§ Outubro 2005

§ Setembro 2005

§ Agosto 2005

§ Julho 2005

§ Junho 2005

§ Maio 2005

§ Abril 2005

§ Março 2005

§ Fevereiro 2005

§ Janeiro 2005

§ Dezembro 2004

§ Novembro 2004

§participar

§ participe neste blog

blogs SAPO

§subscrever feeds