Terça-feira, 28 de Dezembro de 2004

Sonho

Vivemos na ilusão de um sonho
que nos matém despertos
faz de nós seres plenos
em comunhão com algo de maior
em busca da verdade
em busca do que nos faz sonhar
numa demanda de ilusões
onde sonhos se misturam com a realidade
num emaranhado de emoções.
publicado por crowe às 12:29
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sexta-feira, 24 de Dezembro de 2004

Boas Festas!

belarv.jpg
A todos os que por cá passam.
Desejamos um Feliz Natal e um ano de 2005 cheio de bons momentos!

Bem Hajam!
publicado por crowe às 16:30
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Mulher

És de convicções
tão profundas
quanto a terra mãe
tudo o que o homem nega
está para lá do entendimento
para lá do firmamento
és mulher
nascida da mulher
semente gerada
em contínua sucessão
eterno feminino
insondável
como a noite escura
apenas banhada pelo luar
todos te desejam
mas ninguém
te consegue alcançar
pois és deusa
não pertences a ninguém
apenas aos teus sonhos.
publicado por crowe às 10:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 22 de Dezembro de 2004

Gangsta's paradise

As I walk through the valley of the shadow of death
I take a look at my life
And realize there's nothing left
'Cause I've been brassing and laughing so long
That even my momma thinks that my mind has gone
But I ain't never crossed a man that didn't deserve it
Me be treated like a punk, you know that's unheard of
You betta watch how ya talking
And where ya walking
Or you and your homies might be lined in chalk

I really hate to trip but I gotta loc
As they croak, I see myself in the pistol smoke
Fool, I'm the kinda g that little homie's wanna be like
On my knees in the night
Saying prayers in the street light

Been spending most there lives
Living in a gangsta's paradise

Keep spending most our lives
Living in a gangsta's paradise

Forget the situation, they got me facing
I can't live a normal life, I was raised by the strip
So I gotta be down with the 'hood team
Too much television watching, got me chasing dreams
I'm an educated fool with money on my mind
Got my tan in my hand and a gleam in my eye
I'm a locked out gangsta, set tripping banger
And my homies are down so don't arouse my anger
Fool, death ain't nothing but a heart beat away
I'm living life do or die, what can I say?
I'm twenty-three now , will I ever live to see twenty-four
The way things is going I don't know.

Tell me why are we so blind to see
That the ones we hurt are you and me?


Power in the money, money in the power
Minute after minute, hour after hour
Everybody's running, but half of them ain't looking
It's going on in the kitchen
But I don't know what's cooking.
They say I gotta learn
But nobody's here to teach me
If they can't understand it, how can they reach me?
I guess they can't
I guess they won't, I guess they front
That's why I know my life is out of luck, fool!



autor desconhecido
publicado por crowe às 13:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Pensamento do Dia

"Não interessa o que fizeram de ti, mas sim o que tu fizeste do que de ti fizeram"
publicado por crowe às 09:32
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Terça-feira, 21 de Dezembro de 2004

Tranquiliza-me

Tranquiliza-me desse modo só teu.
Canta-me um sonho de beleza eterna.
Faz-me crer que a minha solidão morreu.
E alumia-me com o teu amor como lanterna.
Abraça-me nas cinzas do passado recente.
Deixa-me beber dos teus lábios neptuninos.
Porque eu quero amar desse modo dependente.
E assassinar todos os meus mundos libertinos.
Sê adaga então, eu serei a mão que a aferrará.
Dilacera este meu hábito estulto e reiterado.
Contigo a meu lado a voz escarninha fenecerá.
E todas estas faces serão um pesadelo sepultado.
Assiste de perto a este meu último e tenso exalar.
E olha-me nos olhos para que não te possa esquecer.
Guina-me com doçura para que consiga voltar.
E para que te ame com toda a essência do meu ser.















publicado por crowe às 08:55
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|

Promessa de beijo

Entre lábios azuis como que com frio
beijaste-me a boca feminina desenhada na face
sorvendo lentamente
gota...a...gota
o que restava de serenidade!
A voz sussura na intimidade do momento
Mas, o beijo abafa-a
os suspiros em idiomas longínquos apagam-na,
esquecem-na.


Vivo e morro entre promessas dos teus beijos
Apago-me e desenho-me reinventando-me
entre promessas de abraços e beijos!

publicado por crowe às 00:28
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

§Quase tudo Sobre Nós

§ crowe

§ Passo

§pesquisar

 

§Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

§Versus recentes

§ Momentos

§ Mais um!!!!

§ Noite

§ Tu e Eu ... Nós

§ Toca-me

§ Para uma amiga

§ Sou do campo

§ Corvo também entra ... co...

§ Aceitam-se sugestões... ;...

§ Mais um desafio

§Já em papirus

§ Dezembro 2008

§ Abril 2008

§ Março 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Abril 2007

§ Março 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ Outubro 2006

§ Setembro 2006

§ Julho 2006

§ Junho 2006

§ Maio 2006

§ Abril 2006

§ Março 2006

§ Fevereiro 2006

§ Janeiro 2006

§ Dezembro 2005

§ Novembro 2005

§ Outubro 2005

§ Setembro 2005

§ Agosto 2005

§ Julho 2005

§ Junho 2005

§ Maio 2005

§ Abril 2005

§ Março 2005

§ Fevereiro 2005

§ Janeiro 2005

§ Dezembro 2004

§ Novembro 2004

§participar

§ participe neste blog

blogs SAPO

§subscrever feeds