Terça-feira, 30 de Novembro de 2004

The Phoenix

My body is yours that is my firm belief.
Like the mist belongs to the pale morning.
This arms of mine that homage your smile, that loving thief.
Where born to shelter all your painful mourning.
This gutful feeling that I embrace.
With all this Milky Way in my eyes.
Sings constantly, an admirable new trace.
That I will never repay love with lies.
No joy or sorrow will mislead me from your way.
No tiredness or exhaustion can make me succumb.
While I wait for those words that are yours to say.
Because with you I Live! I am not frozen, I am not numb!
I tussle with this unlawfully and melancholic horde.
That lived too many years in this old church bell.
I haunt them with the power of this new fiery sword.
And I cage the lot in this stoutly and forgetful cell.
This is me, blaring across the smoky distance, across the sky.
“Tell my Love that she will never have to fear me absent”.
Using the trees, the wind, the leafs as my faithful ally.
“Because I am eternal, if for ever I could rest near your scent”.










publicado por crowe às 11:14
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
|
Sábado, 27 de Novembro de 2004

Cansaço

Corpo dorido
de tanto labutar
numa vida de lutas perpétuas
num corre corre desenfreado
numa eterna busca
sem saber bem do quê
nesta luta desigual
entre o tempo
e o momento
entre o querer
e o ter
perguntando-se
o porquê
de tanto sofrer
neste mundo sem sentido
em que é raro
ser-se
ainda bem
que ha alguem
tem o tempo
vontade
para olhar à sua volta

publicado por crowe às 19:55
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Novembro de 2004

Desilusão

Esperei tanto o momento,
na expectativa,
como um tormento,
sempre naquela perspectiva.

Tentei estar presente,
e mesmo quando não o podia,
minha alma nunca esteve ausente,
quer de noite quer de dia.

Quando chegou finalmente,
anunciaram a boa nova,
saltei pulei de contente,
tinha terminado uma dura prova.

Chegou a calmaria,
altura de comemorar,
mas que porra e eu não ia,
a sócia tinha marcado um jantar :s

hehehehehehehe


publicado por crowe às 00:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Não ha longe nem distante

Distancia,
que nos afasta aproxima,
essa distancia
que devora a saudade
nos deixa à deriva
nos mata a vontade
não quer que viva
não nos deixa chegar mais longe
se interpõem entre nós
como um nevoeiro,
onde nem o sol brilha,
apenas uma luz, intermitente,
no fundo do mar,
nos sorri,
que grita,
sem se fazer sequer ouvir,
que na diferença,
somos iguais,
mas não o pode permitir,
mas está lá,
presença constante
distancia
como algo vindo do nada
nos separa
como faces opostas do espelho
reflectidas uma na outra
sem nunca se verem
sem nada esperarem
não deixa ver
para alem do longe
do perto
distancia
que nos abriga
nos atrai
tal como a noite
sucede ao dia tal
quanto um homem
pode completar uma mulher
publicado por crowe às 00:00
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quinta-feira, 25 de Novembro de 2004

Anjo da guarda

Fora eu a lua


para te poder adormecer


o vento para te embalar


a noite para te envolver


a doce brisa para te acariciar


o canto do riacho para te enfeitiçar


toda a natureza para te envolver


e em meu corpo te proteger


só nas asas de um sonho


o posso sentir


e na saudade de um abraço


fazer-te sorrir

publicado por crowe às 23:37
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Funeral Blues

Stop all the clocks, cut off the telephone,
Prevent the dog from barking with a juicy bone,
Silence the pianos and with muffled drum
Bring out the coffin, let the mourners come.

Let aeroplanes circle moaning overhead
Scribbling on the sky the message He Is Dead,
Put crepe bows round the white necks of the public doves,
Let the traffic policemen wear black cotton gloves.

He was my North, my South, my East and West,
My working week and my Sunday rest,
My noon, my midnight, my talk, my song;
I thought that love would last for ever; I was wrong.

The stars are not wanted now: put out every one;
Pack up the moon and dismantle the sun;
Pour away the ocean and sweep up the wood,
For nothing now can ever come to any good.

De um grande senhor chamado W.H.Auden, gentilmente fornecido pela Margarita de Morango.
publicado por crowe às 13:25
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Terça-feira, 23 de Novembro de 2004

Come what may

Never knew I could feel like this
Like I've never seen the sky before
I want to vanish inside your kiss
Every day I love you more and more
Listen to my heart
Can you hear it sings
Telling me to give you everything
Seasons may change
Winter to spring
But I love you until
The end of time

Come what may
Come what may
I will love you until my dying day

Suddenly the world seems
Such a perfect place
Suddenly it moves with
Such a perfect grace
Suddenly my life
Doesn't seem such a waste
But our world revolves around you
And there's no mountain too high
No river too wide
Sing out this song
I'll be there by your side
Storm clouds may gather
And stars may collide
But I love you until
The end of time

Oh, come what may
Come what may
I will love you
I will love you
Suddenly the world seems
Such a perfect place

Nicole Kidman and Ewan McGregor (Do Filme "Moulin Rouge")
@hoje estou muito musical! Além disso estou tão azul k fazia um céu... não sei de k tom mas fazia...
publicado por crowe às 20:28
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

§Quase tudo Sobre Nós

§ crowe

§ Passo

§pesquisar

 

§Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

§Versus recentes

§ Momentos

§ Mais um!!!!

§ Noite

§ Tu e Eu ... Nós

§ Toca-me

§ Para uma amiga

§ Sou do campo

§ Corvo também entra ... co...

§ Aceitam-se sugestões... ;...

§ Mais um desafio

§Já em papirus

§ Dezembro 2008

§ Abril 2008

§ Março 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Abril 2007

§ Março 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ Outubro 2006

§ Setembro 2006

§ Julho 2006

§ Junho 2006

§ Maio 2006

§ Abril 2006

§ Março 2006

§ Fevereiro 2006

§ Janeiro 2006

§ Dezembro 2005

§ Novembro 2005

§ Outubro 2005

§ Setembro 2005

§ Agosto 2005

§ Julho 2005

§ Junho 2005

§ Maio 2005

§ Abril 2005

§ Março 2005

§ Fevereiro 2005

§ Janeiro 2005

§ Dezembro 2004

§ Novembro 2004

§participar

§ participe neste blog

blogs SAPO

§subscrever feeds