Terça-feira, 12 de Julho de 2005

Casulo

Casulo.jpg


Ás vezes fico triste,
por nada de especial,
fico a pensar,
por muito que se tente,
por muito que se chegue
junto das pessoas
ha coisas que nunca conseguiremos mudar,
não apenas a distancia física,
nem a distancia ilusória
causada por meios técnicos
não conseguimos mudar as pessoas
ora porque elas não querem ser mudadas
ora porque não temos esse poder
tentamos deixar a nossa marca
mas a mente quando decidida
dificilmente muda
nem com uma simples lógica
pode mudar um mundo
de estruturas de certezas
fico a pensar
que não basta
só uma amizade
um amor
uma certeza
é preciso vontade
de ser mudado
de ver outros mundos
com outros olhos
deixar para trás
essas certezas
abandonar de vez
os casulos.


publicado por crowe às 09:10
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De fdarkeyes a 12 de Julho de 2005 às 17:23
Eu também tenho casulo! Aliás...casulos! Diversos, para diferentes ocasiões! Uns mais arejados que outros! E atenção...sabem o que acontece se forçarmos a borboleta a sair precocemente do casulo...sabem?! Pois é...kaput, finitto, koniec...the end!:)
De pluma a 12 de Julho de 2005 às 16:01
xiçaaa...xiçaaa...querem ver que só eu tenho casulo ehehe nunca mais vou ser a primeira a comentar . Fica aqui expresso que o meu casulo tem muitas janelas é bem arejaditoooo :))))ahahahah
De Cass a 12 de Julho de 2005 às 15:02
Sim é bem verdade! Por vezes o casulo faz-nos sentir seguros e por isso preferimos manter-nos cobardemente escondidos nessa seguranca a voar livremente ! Quanto as pessoas mudarem, eu pessoalmente prefiro n tentar mudar ninguem, nem ser mudada ! Adorei o poema homy ! :) Um beijo
De igara a 12 de Julho de 2005 às 14:17
Passinho meu amigo, por vezes abandonar o casulo é bem mais dificil do que supomos. Há designios que não podem transparecer, e devemos limitar-nos a aceitar simplesmente. Quando a aceitação dos outros nos transcende, resta-nos sair de cena, explicando claramente o porquê das coisas. As explicações claras podem sempre constituir, um espaço de reflexão. Um beijo grande na xexa! ::)))
De pataininiti algarvia a 12 de Julho de 2005 às 12:17
Abandonar o casulo e transformarmo-nos por completo no que queremos ser é uma experiência maravilhosa... A questão é que, aquando desse abandono não nos podemos esquecer do tipo de casulo do qual saimos, e guardá-lo para sempre no coração... sem vergonhas nem medos. Beijo Beijo Grandeeeeeeeeee
De anokas a 12 de Julho de 2005 às 10:00
por vezes é mais dificil abandonar o casulo e mudar, do k se imagina, é preciso kerer memso.Gostei do poema.Bjs passo
De pluma a 12 de Julho de 2005 às 09:32
Eu tenho um «casulo», que defendo com «unhas e dentes»...talvez um dia me tranforme numa borboleta. A questão é que ainda não decidi as cores das minhas asas :) beijo passo

Comentar post

§Quase tudo Sobre Nós

§ crowe

§ Passo

§pesquisar

 

§Dezembro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

§Versus recentes

§ Momentos

§ Mais um!!!!

§ Noite

§ Tu e Eu ... Nós

§ Toca-me

§ Para uma amiga

§ Sou do campo

§ Corvo também entra ... co...

§ Aceitam-se sugestões... ;...

§ Mais um desafio

§Já em papirus

§ Dezembro 2008

§ Abril 2008

§ Março 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Abril 2007

§ Março 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ Outubro 2006

§ Setembro 2006

§ Julho 2006

§ Junho 2006

§ Maio 2006

§ Abril 2006

§ Março 2006

§ Fevereiro 2006

§ Janeiro 2006

§ Dezembro 2005

§ Novembro 2005

§ Outubro 2005

§ Setembro 2005

§ Agosto 2005

§ Julho 2005

§ Junho 2005

§ Maio 2005

§ Abril 2005

§ Março 2005

§ Fevereiro 2005

§ Janeiro 2005

§ Dezembro 2004

§ Novembro 2004

§participar

§ participe neste blog

blogs SAPO

§subscrever feeds